Uma semana de Pomodoro Technique

Na sexta passada fechei a primeira semana completa usando (ou tentando usar) a Pomoro Technique. Tenho percebido uma melhoria significativa no meu foco nas atividades de trabalho.  Fica claro que depois de alguns dias você começa a ter maior facilidade para desligar do resto do mundo durante cada pomodoro.  A maior dificuldade passa a ser o seu ambiente.  No meu caso, divido uma sala de trabalho relativamente pequena com umas doze pessoas.  É fácil perceber que interrupções no seu fluxo de trabalho são bastante frequentes.  Felizmente, estamos criando uma percepção na equipe sobre o Pomodoro, em uma tentativa de extrair mais produtividade de todos. 

 A partir das listas de to-do de cada dia, criei um gráfico para poder acompanhar o desempenho dos meus pomodoros ao longo do tempo.  Pelo gráfico, é interessante perceber que ao longo da semana o número de interrupções internas diminui bastante, chegando a uma média de apenas uma interrupção por pomodoro em média.  O percentual de pomodoros válidos (pomodoros iniciados e que foram efetivamente concluídos) também apresenta um tendência de aumento, apesar de uma pequena queda na sexta.<!--more-->

 

Uma curva bastante interessante é a de interrupções externas, onde pode-se perceber uma diminuição sensível ao longo da semana.  Isto se deve a uma conscientização de toda a equipe sobre a Pomodoro Technique – hoje todos sabem do que se trata – e sobre alguns hábitos ou ferramentas simples implantados.  Na foto abaixo, é possível ver todas essas ferramentas:

·         Focus Booster: já mencionei em um post anterior essa ferramenta, ela é basicamente um timer otimizado para Pomodoro.  O bacana aqui é deixar o timer sempre visível, assim tanto você quanto os demais membros da equipe podem ver que você está em Pomodoro e quanto tempo falta para concluí-lo.  Na foto abaixo é possível ver o Focus Booster, com a barra já vermelha indicando que o pomodoro atual está quase terminando.

·         Totem: esse foi invenção do Júlio.  É um papel A4 dobrado em 3 com um aviso “Pomodoro – Por favor não interrompa”.  Ele fica em pé sobre a mesa, num local bem visível, durante os pomodoros.  Assim todo mundo sabe que não deve interromper.  Funciona mais ou menos como aquelas plaquinhas que a gente vê em rodízios de pizza ou churrascarias.

·         Papelzinho para notas: quando alguém quer falar comigo e vê pelo totem e/ou pelo Focus Booster que estou em pomodoro, o pessoal deixa um bilhetinho, dizendo apenas “Fulano quer falar contigo”, ou algo assim.  Desse jeito, já sei quem procurar quando o pomodoro atual terminar.

Acho que com o conjunto dessas ferramentas, estamos conseguindo criar um ambiente bem mais produtivo.  Das doze pessoas que dividem a sala comigo, umas três já estão usando a técnica também.  Contudo, acho que o maior benefício da Pomodoro Technique é a de ser uma maneira bastante simples e descomplicada, que não exige curso ou treinamento, de pensar sobre sua produtividade o dia todo.  Só o fato de lembrar que você deve manter o foco para não perder os pomodoros já é uma atitude bastante saudável e benéfica.