Relato do primeiro dia do curso de CSPO no #agilebrazil

<p>Trago para o blog um breve relato da minha experiência no curso de Certified Scrum Product Owner no Agile Brazil, evento que está acontecendo no Centro de Eventos da PUC em Porto Alegre.</p>

Vou seguir as recomendações de Maquiavel e dar logo todas as notícias ruins já no início e condensadas, de modo que até chegar o fim do relato você já as esqueceu ;) Basicamente, elas se resumem ao local do evento, que não tem acesso a internet para os participantes, acreditem! Além disso, tive dificuldades <!--more-->para pegar um táxi no final do dia, tem que caminhar um bocado até o ponto e não tinha nenhum táxi disponível - tive que esperar uns cinco minutos na calçada carregando a mochila com o notebook, o que me deixou meio apreensivo. O cadastramento no curso foi absolutamente simples, estava tudo bem organizado apesar de haver outro evento ocorrendo simultaneamente no centro de eventos.

Como nos primeiros dois dias do Agile Brazil temos apenas alguns cursos, o público é até bastante pequeno - o coffee break para todos cabe em um corredor do prédio 40 da PUC, como você pode ver na foto publicada pelo @tucaz. Não tem muito material, porém receberemos mais alguma coisa do instrutor após o evento.

Quanto ao conteúdo do curso, pouquíssimas restrições. As discussões foram muito ricas, embora em alguns momentos o papo sobre venda de software para o governo tenha se alongado demais e fugido um pouco do tema. Foi muito bacana poder compartilhar experiências com a turma, ouvir relatos de mais gente encontrando problemas muito parecidos com os seus, e perceber que estamos seguindo um caminho que parece bom. Algumas pérolas do dia acabarão se tornando posts específicos, muita coisa acabou me instigando a pensar mais. Na parte da manhã, as melhores vieram quando discutíamos o caso do Product Owner que não tem nenhum poder de decisão (definitivamente será tema de post), e o @rafaelrosafu chamou o P.O. de "Powerless Observer". Na seqüência, o @xmagno disse que tem também o P.O. "Paulo Otávio" - todo mundo chama o cara de P.O. mas ninguém sabe o que isso quer dizer, assumem que deve ser o apelido do indivíduo.

De tarde, depois de mais um pouco de discussão sobre o processo do Scrum, começamos as dinãmicas de PO propriamente ditas. As primeiras dinâmicas são relacionadas à visão de produto. Na primeira, criamos em grupo a visão do produto que será usado no restante do curso - dinâmica básica e bem tranqüila. A segunda dinâmica foi engraçada para mim. Tempos atrás, brinquei na @euax de desenhar uma caixa para o nosso produto - metafórica, uma vez que nosso produto é um aplicativo web que não tem caixa nenhuma. Qual não foi minha surpresa quando a dinâmica apresentada envolvia justamente a criação de uma caixa do produto (qualquer que seja), para identificar as características mais importantes do produto. Se é importante o suficiente para ir para a caixa, onde cabe muito pouca informação, então aquilo claramente é vital para o produto. A recomendação do @xmagno foi criar essa caixa e deixá-la à mostra para toda a equipe do produto, para que todos possam consultá-la durante o projeto. No segundo dia continuaremos a partir da caixa do produto, para começar a trabalhar efetivamente no backlog do nosso produto fictício. Em seguida publicarei mais um relato...