iPad, o absorvente da Apple?

Com todo o frenesi em torno do lançamento do Apple iPad na semana passada, um assunto que tem gerado bastante ruído mas passou mais ou menos batido aqui no Brasil foi a confusão em torno do nome do produto.  Acontece que “pad” em inglês remete a produtos de higiene ínitma feminia,  especificamente absorventes.    Seria algo como chamá-lo “iCarefree” no Brasil.  Comentários no Twitter sugeriam que não havia nenhuma mulher no grupo que escolheu esse nome, caso contrário isso nunca teria sido aprovado.  Tweets inspirados começaram a pipocar, como “iPad - só dá pra usar uma vez por mês”, “nos dias leves, usamos o iPhone, nos dias intensos, usamos o iPad”, e “a próxima versão terá abas?”, chegando ao extremo de surgir o trending topic “iTampon” remetendo ao produto que no Brasil conhecemos como Tampax.  Será que a Apple escolheu o nome sabendo dessas conotações e seguiram em frente mesmo assim, acreditando que isso não afetaria o nome do produto? 

 

Para tornar o assunto ainda mais curioso, o nome iPad já tem dono – a Fujitsu o registrou em 2002, para designar uma linha de PDAs.  Lembro que quando o iPhone foi lançado, a Linksys (por tabela, a Cisco) era a detentora do nome, que a Apple acabou por conquistar após dispendiosa batalha jurídica. Parece que a Apple tem um histórico em usar nomes dos outros...  Mas será que o nome do produto não afeta mesmo o seu sucesso?  Coletei alguns exemplos de nomes ruins na Wikipedia:

 

·         Ford Caliente, que significa “quente” em Espanhol, também é gíria em alguns países para “andarilho”.

·         Irish Mist introduziu sua marca de bebidas na Alemanha sem perceber que “mist” em Alemão é uma gíria para “excremento” .

·         Uma marca de batatas fritas espanhola chamada Bum (algo como “bundão” em inglês) não vendeu muito bem nos Estados Unidos.

·         Quando francófonos pronunciam o nome do Toyota MR-2 ele soa como “merdeux”, uma palavra vulgar semelhante a dizer “de merda”.

·         A Reebok nomeou um tênis feminino de Incubus.  No folclore medieval, Incubus era um demônio que violentava mulheres enquanto dormiam.

·         Uma empresa tentou vender um descongelante nos Estados Unidos chamado “Super Piss” (Super Mijo).

·         O Honda Fitta (o nosso Fit) foi renomeado para Jazz depois de descobrirem que “fitta” é uma gíria norueguesa para a genitália feminina.

 

Definir o nome de um produto novo de fato é um processo difícil, especialmente para quem não tem um nome forte como a Apple para acompanhá-lo.  Espero que no caso do iPad isso não contribua para inseri-lo na galeria de produtos fracassados da Apple...